Quarta-feira - 
17/07/2024
ASSESSORIA JURÍDICA CRIMINAL E CÍVEL

Suipa promove campanha de adoção de animais no Fórum Central

O amor por um animal não tem raça ou cor. A relação com os amiguinhos de quatro patas deve envolver carinho, alegrias e responsabilidade. Paloma Magalhães Arnt é servidora do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ) e não resistiu quando viu a feira de adoção promovida pela Secretaria-Geral de Sustentabilidade e Responsabilidade Social (SGSUS) nesta sexta-feira (21/6), no térreo do Fórum Central. Ela conheceu os três cães e dois gatos disponíveis em ação de parceria com a Sociedade União Internacional Protetora dos Animais (Suipa).  “Sou tutora de uma colônia de treze gatos no meu condomínio, tive cachorro e adoro animais. As pessoas precisam estar mais conscientes de que precisamos cuidar e zelar por eles. Eles proporcionam um amor incondicional. Essa iniciativa do TJRJ e da Suipa é importantíssima. Tivemos um aumento da pena para crimes contra animais domésticos por maus-tratos, então é importante essa parceria do trabalho do Judiciário com a Suipa para promover o respeito aos bichinhos. Mas é bom lembrar que a adoção requer responsabilidade em todos os sentidos: amor, zelo financeiro com gastos com ração, medicamentos e material de higiene”, destacou.  O presidente da Suipa, Marcelo José Matos Marques, alertou que, antes do animal ser adotado, a pessoa interessada é submetida a uma entrevista para estar apta à adoção. “Nossa orientação é fazer uma adoção consciente e responsável. Quando você vier adotar um animal na Suipa, você tem que ter a consciência de que não pode repassar este animal para terceiros. Ele é responsabilidade sua. Uma equipe vai ligar, depois, para saber como o animal se encontra. Caso necessário, fazemos visita para verificar se a residência é adequada e, caso não autorizem, entramos em contato com a Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente. As leis que protegem os animais estão mais rigorosas. É necessário pensar bem antes de decidir”, alertou. O desembargador Wagner Cinelli, presidente dos Comitês de Promoção da Igualdade de Gênero e de Prevenção e Enfrentamento dos Assédios Moral e Sexual e da Discriminação (Cogens), esteve no local para prestigiar o evento. “Fico muito feliz de ver o Tribunal apoiando a causa a favor dos animais que são tão importantes nas nossas vidas e precisam de acolhimento. Tenho cachorro, tive gato e adoro os animais. Espero que as pessoas se sensibilizem”, disse o magistrado. Os interessados em adotar podem ir diretamente na sede da Suipa, na Av. Dom Hélder Câmara, 1801, em Benfica. No local, a pessoa passa por entrevista e responde um pequeno questionário. É necessário levar cópias do CPF, da carteira de identidade e de um comprovante de residência atualizado. Se desejar adotar um felino, deverá ter tela nas janelas de seu imóvel para que se previna acidentes com os novos membros da família.  SV/FS  
21/06/2024 (00:00)
Visitas no site:  780070
© 2024 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.