Terça-feira - 
25/01/2022
ASSESSORIA JURÍDICA CRIMINAL E CÍVEL

Comitiva do UNICEF visita o TJRJ e debate situação das crianças e adolescentes no estado

Da esquerda para direita: Juiz Alexandre Teixeira de Souza, Juíza Raquel Chrispino, Des. Daniela Brandão, Des. Marcus Basílio, Presidente, Florence Bauer (representante da UNICEF no Brasil), Juíza Vanessa Cavalieri, Luciana Phebo (coordenadora do UNICEF na região sudeste), Immaculada Pietro (oficial de comunicação do UNICEF)   O presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ), desembargador Henrique Carlos de Andrade Figueira, recebeu nesta terça-feira (30/11) uma comitiva do UNICEF, o Fundo das Nações Unidas para a Infância. A representante do UNICEF no Brasil, Florence Bauer, a coordenadora do órgão na região Sudeste, Luciana Phebo, e o consultor de Direitos Humanos, Marcos Kalil, entregaram ao presidente estudos e panoramas sobre as vulnerabilidades de crianças e adolescentes no país e debateram sobre os desafios e a importância do Poder Judiciário na garantia dos direitos dos menores no estado do Rio. No encontro foram debatidas diferentes pautas, como, por exemplo, a adesão do TJRJ à plataforma da UNICEF de cursos de habilidades oferecidos e elaborados para jovens vulneráveis. O uso de ferramentas tecnológicas e da análise de dados para mapear a situação das violências contra as crianças foi outro tema da conversa.   Ao destacar que o TJRJ, com cursos profissionalizantes e outras iniciativas, está se empenhando para dar amparo aos menores de idade em situação vulnerável, o desembargador Henrique Figueira ressaltou que é necessário unir as partes judiciais e sociais, investindo na atenção às famílias e no trabalho psicológico para evitar a reincidência de menores infratores. “Toda iniciativa que visa a proteção das crianças e adolescentes é bem-vinda. Precisamos buscar uma sociedade mais harmônica, e a base para uma sociedade mais justa e fraterna são as crianças. Nós temos o compromisso e o dever de melhorar a situação sociocultural das crianças e adolescentes em situação de risco”, disse. Ao apresentar o cenário da infância no Brasil, Florence destacou que a pandemia de COVID-19 agravou as dificuldades e privações pelas quais milhões de crianças no país historicamente sofrem. A representante do UNICEF parabenizou o TJ do Rio pelas iniciativas e programas que asseguram os direitos e preservam a dignidade dos menores, segundo ela, um caminho fundamental para ajudar a superar as dificuldades no cuidado com os jovens brasileiros. “O fechamento das escolas, casos de violência doméstica, problemas psicológicos e de nutrição acentuaram a situação de fragilidade das crianças no país. Os desafios que já tínhamos, cresceram, e a parceria com órgãos como o Tribunal de Justiça do Rio deve ser fortalecida para garantir que essas pessoas não fiquem desamparadas”, afirmou. Participaram do encontro o 2º vice-presidente do TJRJ, desembargador Marcus Henrique Basílio, o juiz-auxiliar da presidência Alexandre Teixeira de Souza, a desembargadora Daniela Brandão Ferreira, e as juízas Raquel Chrispino e Vanessa de Oliveira Cavalieri.   JGP/FS Fotos: Felipe Cavalcanti/TJRJ
30/11/2021 (00:00)
Visitas no site:  460517
© 2022 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.